terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

O Desrespeito da Caern para com os Dixseptienses

Esse espaço foi cobrado por webleitores sobre uma matéria denunciando o descaso da CAERN para com a população de Governador Dix-sept Rosado. Visitando o Blog de Ad Finem, de Islamara Costa, vi uma matéria sobre essa falta de respeito com a população dixseptiense. Matéria essa que copio e colo neste espaço.

No ano passado, não lembro a data, nem isso importa mesmo, tivemos em nosso município uma audiência pública pra tratar do problema da falta d`água em Gov. Dix-sept Rosado. Hoje percebo que a audiência não deveria ter tratado apenas deste ítem, a FALTA DE RESPEITO da CAERN para com os moradores de nossa cidade é percepetível e vergonhosa e isso já deveria ter sido pauta de muitos debates.

Ah, mas houve quem achasse (na realização desta bendita audiência) que os “homens da CAERN” que aqui vieram, trouxeram realmente soluções para nós. A audiência foi de muito proveito, só não vi mesmo pra quê. Houve, na época, quem assimilasse aquele dia como um importante passo que demos para dar cabo deste problema. Sem dúvida, a realização da audiência em si era mais do que necessário, agora acreditar que houve algum rendimento naquele dia, lamento quem assim pensou. Eu particularmente, até hoje, não entendi ao certo o que eles fizeram por aqui, naquele fatídico dia.

As promessas e conversas finíssimas e intelegentíssimas foram bem convicentes, porém, não pra mim. O que mudou daquele dia pra cá??? O que temos de concreto, de ação, de atitude por parte da CAERN, que veio de encontro ao problema atual? Se for possível respondam.

Sinceramente gente, chega a me causar ânsia de vômito o que estamos passando há anos em nossa terra, por causa de um problema como este. A minha indignação chega a ser tão grande que neste momento, mataria qualquer um que passasse na minha frente e criticasse a privatização de empresas públicas.

Ora, se a CAERN fosse privatizada não estaríamos sofrendo tamanhos absurdos. Teríamos certamente um mínimo de respeito para com a situação. Pois bem, caminhemos com o nosso problema. Finjamos que há mais de uma semana, o motor que leva água até as casa dos moradores da nossa cidade, não está quebrado. Façamos de conta que tudo está em perfeita ordem.

Meu povo, a população está enlouquecida sem água. A lamentação é uma constante em todas as ruas e é s[o o que vemos, murmúrio passivo.

Diante do quadro, a CAERN deveria ao menos ter se pronunciado, colocado anúncios para informar aos moradores, sobre as providências e andamentos feitos para dirimir o problema, porém isso não acontece. Não temos sequer uma justificativa, explicação e nem tão pouco previsão para tudo ter fim.

E nós vamos seguindo nesta mesmice, neste marasmo, aceitando as coisas como se elas não pudessem ser diferentes e como se a culpa fosse sempre do outro e não nossa.

Se não fóssemos tão acomodados, passivos, apáticos e outros adjeitvos mais, com certeza a CAERN já teria providenciado ao menos um outro motor, para substituir o atual que abastace a cidade, quando este não mais funcionasse.

Com essa atitude, a caern demonstraria que teria o mínimo (mínimo já está dizendo) de respeito que merecíamos. Porém, como todos os responsáveis para garantir esse serviço sabem que nada é feito e nenhuma punição haverá, por que se preocupar com isto?

E vocês o que me dizem???????????

7 comentários:

  1. Zé Emídio08/02/2011 20:18

    A falta de respeito da CAERN com a nossa cidade, nos deixa bastante indignado, à CAERN não tem o direito de banir o nosso munícipio do mapa do Rio Grande do Norte, não podemos ficar de braços cruzados. Os Poderes constituídos, a sociedade civil organizada, as redes sociais, todos, precisamos reagir. Só não concordo Dedeu, é que, algumas pessoas, talvez até desesperadas pela falta do precioso líquido, quererem jogar a culpa nos funcionários locais da CAERN, o Problema, a inercia é da diretoria da CAERN, é problema de gestão mesmo, ou melhor, é um desrespeito com a nossa população. Temos que reagir!

    ResponderExcluir
  2. Concordo Zé Emídio,
    Realmente os funcionários locais da Caern não podem pagar pela gestão ineficaz desse órgão do Governo do Estado. É preciso respeito com os cidadãos dixseptienses!

    ResponderExcluir
  3. já que a caern é um órgão do governo do estado e não esta nem aí pra população da cidade que esta sem água a mais de uma semana,por que não falar diretamente com a governadora que teve apoio de toda a população de governador,nada mais justo de que o apoio dela para resolver esse problema.

    ResponderExcluir
  4. A governadora e todo e qualquer governante deve sempre esta a disposição da população tendo ou não recebido o seu apoio político, pois querendo ou não ela é governadora de todos os Potiguares dos que a tornaram governadora através do voto ou não, por isso exigimos uma posição de todos os responsáveis pela situação da água em nosso município.

    ResponderExcluir
  5. E porque a senhora prefeita, que tem tanto "prestigio" com a Governadora, não tenta resolver esta situação????????

    ResponderExcluir
  6. Francisco José10/02/2011 08:41

    Governadora, olhe para Governador Dix-sept Rosado


    Carlos Santos,

    Quero que seja divulgado, se possível, o abandono em que se encontra o vizinho município de Governador Dix-sept Rosado. Não tem se encontrado a presença do serviço público.

    Para se ter uma idéia, há mais de dez dias não cai uma única gota dágua em todas as residências da área urbana da cidade. O abastecimento voltou a ser feito com a água do Rio Mossoró, em carro pipa, carroça, em jumento e no antigo calão, no ombro mesmo.

    O panorama em frente à igreja de São Sebastião mudou por completo, com a população pegando água no rio e famílias inteiras se banhando naquelas águas de qualidade duvidosa. Não há um posicionamento das autoridades do Município, do Estado nem da CAERN. Voltamos assim a cinquenta anos atrás.

    A violência se banalizou. Pequenos empreendimentos comerciais, pessoas físicas e até domicílios são assaltados a qualquer hora do dia ou da noite, sem a população ter a quem recorrer, pois a segurança pública simplesmente não existe.

    A droga, a prostituição e outras mazelas dessa natureza, fazem parte do cotidiano.

    Só nos resta rezar em todos os credos e religiões e pedir às forças celestiais, seja através de Deus, Javé, Alá ou ao Preto Velho para aliviar esse quadro desolador.

    Antônio Pedro - Advogado nascido nesta cidade e webleitor

    Fonte: Blog do Carlos Santos

    ResponderExcluir
  7. " olá DEDÉU... Boa tarde DEDEU... lamentável, muito triste e estarrecedor essa situação caótica em que se encontra essa cidade tão maravilhosa. Com água a ***TEMPERATURA*** por haí já passa aos quarenta e tantos...graus, voce(S) imagine(M) sem o precioso líquido. Se pra todo problema existe SOLUÇÕES; POR QUE PARA A ÁGUA DE SÃO SEBASTIÃO NÃO ENCONTRA-SE SOLUÇÃO !!!???

    ResponderExcluir